China desafia EUA e intensifica o conflito comercial

China desafia EUA e intensifica o conflito comercial

USDJ_PYDaily_12.png

Visão Fundamentalista e técnica:

Estados Unidos e a China entraram em rota de colisão sobre as negociações comerciais no domingo (12). Washington exigiu mudanças concretas na lei chines, já Pequim disse que não iria tomar nenhuma medida que prejudicasse seus interesses.

Esse conflito comercial entre as duas maiores economias do mundo tomou uma amplitude maior na sexta-feira (10), com os EUA elevando as tarifas de US $ 200 bilhões em produtos chineses, depois que o presidente Donald Trump disse que Pequim "quebrou o acordo", desconsiderando compromisso assumido anteriormente durante meses de negociação.

A China opôs fortemente ao último aumento de tarifas nos EUA e precisa responder a isso, disse Liu a repórteres no sábado.

O mercado está atento a qualquer notícia relacionada a esse acordo e pronto para agir ao menor sinal de risco, uns correndo para moedas refúgios, como o Iene japonês, outros para commodities, como o ouro.

Falando em moeda refúgio, o JPY tem sido bem procurado pelos investidores com aversão aos riscos.

O par terminou no vermelho pela terceira semana consecutiva, abaixo do nível de 110,00, e vem sendo negociado, no momento, em 109,64, deixando uma expectativa de estender esse rali até 109,00.

Os indicadores técnicos, (RSI e MACD) no gráfico diário, já apontam para sul com o preço negociado abaixo de suas principais médias, fortalecendo esse sentimento baixista que, se confirmado com a quebra da região de 109,720 e a intensificação desse conflito durante a semana, pode se concretizar pois a quebra da LTA já está confirmada.

Do lado positivo do par, a divulgação de dados macroeconômico na américa, em especial do Fed da Filadélfia, pode ser a mola propulsora para que o preço possa, pelo menos, reatestar a região de 110,00.

Enquanto isso, moedas dependentes da economia chinesa estarão atentas a divulgação da Produção Industrial da China, a ser divulgada na terça-feira (14).

Últimas notícias

Euro: inflação aumenta para 1,9%

A taxa anual de inflação na zona do euro aumentou para 1,9% em abril, de 1,5% registrado no mês anterior, de acordo com um relatório publicado pelo Eurostat na quarta-feira. Em toda a União Europeia, a inflação subiu para 2% em abril em comparação com 1,6% em março.

eur

Deposite com sistemas de pagamento locais

Ligue de volta

Um gerente ligará para você em breve.

Alterar número

Seu pedido foi aceito

Um gerente ligará para você em breve.

Erro interno. Por favor, tente novamente mais tarde

Livro de Forex para Iniciantes

O livro de câmbio para iniciantes vai guiar você pelo mundo do trading.

As coisas mais importantes para começar a negociar
Insira seu e-mail e nós vamos lhe mandar um guia Forex gratuito

Obrigado!

Nós enviamos um link especial para o seu e-mail.
Clique nesse link para confirmar seu endereço e receber um guia Forex para iniciantes gratuito.

Você está usando uma versão antiga de seu navegador.

Atualize para a versão mais recente ou experimente outro navegador para uma experiência comercial mais segura, confortável e produtiva.

Safari Chrome Firefox Opera