Petróleo: queda a US$ 60 ou subida a US$ 100 em 2022?

Petróleo: queda a US$ 60 ou subida a US$ 100 em 2022?

2022-01-10 • Atualizado

Prever os preços do petróleo é, na melhor das hipóteses, uma tarefa difícil. Com a covid-19 e suas variantes tornando a adiar os planos dos consumidores e desestabilizar o equilíbrio entre a oferta e a demanda do petróleo, essa tarefa fica mais difícil ainda. Vale ressaltar, ainda, que os governos também estão trabalhando para reinventar o atual sistema energético global e migrar para energias limpas. Tudo isso gera uma neblina de incerteza sobre os preços do petróleo e as empresas do setor energético.

Projetamos uma queda nos preços do petróleo bruto nos próximos meses, já que parece que a oferta vai superar a demanda e gerar um excedente que vai virar as coisas de cabeça para baixo. Porém, isso não quer dizer que o petróleo vai abandonar em 2022 o rally iniciado no fim do ano passado.

O potencial fracasso da retomada do acordo nuclear com o Irã, a esperada volta da alta na demanda por petróleo com a chegada do verão no Hemisfério Norte, e a incapacidade da OPEP+ de ofertar os estoques acordados por causa de uma desaceleração na produção podem levantar os preços do petróleo.

Os preços devem se reequilibrar no primeiro trimestre de 2022. De acordo com a Agência de Informações de Energia (EIA) americana, o preço médio do petróleo bruto Brent vai ficar, em média, nos US$ 70 o barril em 2022.

Petróleo: preço, oferta e previsões para a demanda

A projeção da EIA é que a oferta global de petróleo vai superar a demanda neste ano.

A oferta global de petróleo deve chegar a 6,4 milhões de barris por dia em 2022, comparados aos 1,5 milhão de barris por dia observados em 2021. De acordo com a EIA, a demanda global vai ter um aumento de 3,3 milhões de barris por dia em 2022, em comparação com os 5,4 milhões de barris por dia registrados em 2021.

Ainda segundo o relatório do órgão, é possível vermos no primeiro trimestre de 2022 um excedente de 1,7 milhão de barris por dia, chegando a 2 milhões de barris por dia no segundo trimestre.

Tal excedente pode fazer com que os preços do petróleo esfriem um pouco e voltem ao patamar de US$ 70 o barril no período.

Será que o petróleo vai voltar aos US$ 60 o barril?

Os preços do petróleo correm risco de chegar a US$ 60 nos próximos meses por conta do esfriamento da demanda causado pela variante ômicron e seus efeitos na economia, produção, aviação e viagens. Isso vai acontecer se:

  1. A OPEP+ honrar suas obrigações quanto à produção coletiva.
  2. Os Estados Unidos reassumirem seu papel de produtor de peso e o petróleo de xisto americano voltar com força ao setor.
  3. Houver avanço no acordo nuclear entre o Irã e as potências ocidentais e o petróleo iraniano voltar ao mercado em 2022.

O fato de o preço do petróleo poder despencar para US$ 60 o barril vai ser uma excelente oportunidade de compra porque a tendência de longo prazo será altista. 

É possível o petróleo passar dos US$ 100 o barril em 2022?

À medida que as economias se recuperarem da pandemia, a demanda pelo petróleo poderá superar a oferta global. Porém, as projeções de excesso de oferta no primeiro trimestre de 2022 vão desaparecer de vez caso a OPEP e seus aliados liderados pela Rússia não consigam entregar os aumentos mensais de 400.000 barris por dia planejados.

O excesso de oferta vai se transformar em escassez de oferta com o aumento da demanda pelos combustíveis ocasionado pela reabertura da economia e a alta temporada de viagens de carro no verão do Hemisfério Norte. Isso poderá levar a cotação do petróleo a US$ 85–90 o barril ao longo de 2022. Além disso, a expectativa é de que a OPEP+ mantenha firme controle sobre a produção, o que é uma ótima receita para fazer os preços subirem.

A ausência do petróleo iraniano no mercado — devemos contar com um possível fracasso nas negociações do acordo nuclear com o Irã — pode abrir caminho para o petróleo passar de US$ 100 o barril, principalmente se a inflação e a alta dos custos de produção atingirem o setor de serviços petrolífero.

No fim das contas, para resumir: nossa expectativa é de que o petróleo continue com seu rally, embora com uma leve esfriada, e que os preços oscilem entre US$ 73 e US$ 85 ao longo do ano. Dependendo das circunstâncias, pode ser que o petróleo registre certa volatilidade entre altas e baixas.

 ENTRAR

Semelhante

Últimas notícias

Deposite com sistemas de pagamento locais

Jogue como um craque

Aviso de coleta de dados

A FBS mantém registros de seus dados para operar este site. Ao pressionar o botão “Aceitar“, você concorda com nossa Política de Privacidade.

Ligue de volta

Um gerente ligará para você em breve.

Alterar número

Seu pedido foi aceito

Um gerente ligará para você em breve.

O próximo pedido de chamada para este número de telefone
estará disponível em

Se você tiver um problema urgente, por favor, fale conosco pelo
Chat ao vivo

Erro interno. Por favor, tente novamente mais tarde

Não perca seu tempo. Acompanhe o impacto das NFP no dólar dos EUA e ganhe dinheiro!

Livro de Forex para Iniciantes

O livro de câmbio para iniciantes vai guiar você pelo mundo do trading.

Livro de Forex para Iniciantes

As coisas mais importantes para começar a negociar
Insira seu e-mail e nós vamos lhe mandar um guia Forex gratuito

Obrigado!

Nós enviamos um link especial para o seu e-mail.
Clique nesse link para confirmar seu endereço e receber um guia Forex para iniciantes gratuito.

Você está usando uma versão antiga de seu navegador.

Atualize para a versão mais recente ou experimente outro navegador para uma experiência comercial mais segura, confortável e produtiva.

Safari Chrome Firefox Opera