Plano de negociação Forex: definição e exemplo

Plano de negociação Forex: definição e exemplo

2023-01-24 • Atualizado

O trading tem diversos graus de complexidade, desde o mais fácil, como comprar e vender ativos quaisquer, ao mais sofisticado, com gestão de riscos, gestão de tempo e objetivos bem-definidos. Todo esse leque forma um elemento indispensável para todo trader de sucesso, e por isso decidimos explicar tudo que você tem que saber sobre as regras que deve seguir para operar bem.

O que é plano de negociação?

Plano de negociação (plano de trading/plano de operações) é um conjunto de regras que o trader deve seguir para alcançar seus objetivos, englobando gestão de tempo, tolerância a riscos, tamanho da ordem e pontos de entrada/saída. O plano de negociação também define como o trader vai gerenciar posições abertas, quais ativos pode negociar, além de várias outras regras que podem servir ao operador.

Alguns podem até pensar que não precisam de um plano de negociação para ter bom desempenho. Em alguns casos de sorte, essas pessoas até conseguem ter rentabilidade por certo tempo. Porém, a falta de um plano de negociação geralmente leva a prejuízos sérios, pois o trader tem dificuldade de controlar as emoções em fases de extrema volatilidade no mercado ou após uma sequência de ganhos/perdas.

CREATIVE-16_trading plan_900x600_inside.png

Um adendo: os especialistas em trading recomendam operar em uma conta demonstrativa (demo) até que o plano de negociação seja formulado, de modo que você possa entender bem o que é operar sem um plano e compreender a importância deste.

Entendendo o plano de negociação

O plano de negociação reúne regras de negociação e dá origem a um algoritmo a ser seguido. Assim, a finalidade fundamental do plano é ajudar você a alcançar seus objetivos pessoais no trading. Digamos que o seu objetivo número um seja evitar grandes prejuízos. Em tal caso, o seu plano de negociação deve prever uma etapa em que você faz uma pausa no mercado e descansa após uma série de más operações. Você até pode mudar sua estratégia de negociação diante de uma série prolongada de prejuízos. Isso também faz parte do plano de negociação.

Planos de negociação podem ser extensos e trazer inúmeras especificações. Contudo, um plano simples nem sempre é um plano ruim. Investindo a longo prazo, você pode se concentrar no valor que está disposto a investir todo mês, suas expectativas de rendimento, e o que fazer em caso de prejuízos prolongados. Esse plano vai funcionar perfeitamente, sobretudo no mercado de ações global, que tende a valorizar com o tempo. Mesmo assim, convém observar que um plano de negociação desse tipo não tem limite de tempo — é possível que os ativos passem anos ou até décadas antes de darem lucro.

Já os swing e day traders (que operam em prazos menores) têm planos extensos que definem vários aspectos da rotina operacional. Tendo um plano, o trader consegue definir com facilidade se dada operação vale a pena, fazer o que é necessário e ter o máximo possível de controle sobre o resultado. Mesmo quando a operação vai em outra direção, é possível minimizar os riscos com um plano de negociação.

Exemplos de plano de negociação

A figura abaixo é um exemplo de plano de negociação baseado em tendências. Observe que o plano retratado não inclui diversos componentes essenciais, como gestão do tempo, gestão de riscos, pontos de saída, timeframe e tipo de ativo, mas é um exemplo bom o suficiente enquanto ponto de partida.

photo_2022-11-07_13-45-16.jpg

O plano de negociação deve ser abrangente. Sugerimos incluir o máximo possível de detalhes no seu plano, pois seus resultados vão depender disso. Para cada situação incerta, o seu plano de negociação deve ter uma instrução sobre o que fazer.

Veja os elementos de um plano de negociação bem-formulado e abrangente:

  • Rotina pré-mercado: o que você faz antes do início das negociações? Por acaso lê as últimas notícias e decide o ativo com que vai trabalhar hoje? Ou você avalia cada ativo que opera e marca as linhas de suporte e resistência? Em ambos os casos, a rotina pré-mercado ajuda a se concentrar no trading e se livrar de tudo que pode distrair. Desenvolva uma rotina para fortalecer sua disciplina e sua consistência e anote-a em detalhes no seu plano de negociação. E então siga essa rotina a cada dia.
  • Timeframe: operar em timeframes maiores é diferente de fazer scalping ou day trading, modalidades de curto prazo. Algumas estratégias, como a Gap and Go, tendem a funcionar melhor nos intervalos M5 a M15. Outras, como o trend trading, funcionam melhor nos intervalos H4 a MN (um mês). Isso não quer dizer que você vai perder seu dinheiro tentando captar uma tendência no timeframe M5, mas operar tendências em um intervalo tão curto assim é bem mais difícil, sobretudo no mercado Forex, em que o mais comum é observar movimento lateral. Observe que alguns traders usam todos os timeframes e não fazem distinção entre negociar no M5 e no H4. Se esse também é o seu caso, você pode pular este passo.
  • Gestão e gerenciamento de riscos: não é exagero dizer que este é um elemento essencial do plano, pois administrar bem os riscos vai impedir que você perca todo o seu dinheiro em um dia ruim, colocando a sua estratégia de negociação em um patamar superior de eficácia.
    • Para aprimorar sua abordagem ao risco, é preciso definir um drawdown diário, isto é, uma perda potencial após a qual você vai parar de operar e começar a analisar os seus erros. Os traders geralmente trabalham com um drawdown na faixa de 5–10%; acima desse patamar, eles param de abrir operações pelo resto do dia.
    • Também é preciso definir o quanto de dinheiro você pode perder em uma única operação. Para mim, esse patamar fica em 3% do capital por negociação. Operadores mais conservadores, porém, costumam fixar esse limite em 1% do capital por negociação, ou seja, você precisa ter 100 negociações malsucedidas consecutivas para estourar a conta. Se a sua estratégia de negociação é rentável, você nunca vai ter 100 perdas consecutivas.
    • Por fim, o melhor é operar com uma boa relação risco-recompensa (R/R). A relação R/R mede o lucro e o prejuízo esperados de investimentos e operações. Eu sugiro ter uma relação R/R de pelo menos 1:1,5. Dessa forma, sua perda potencial em cada operação é X e seu lucro é 1,5X. Traders que não têm o hábito de definir níveis de Stop Loss (Perda Máxima) e Take Profit (Lucro Máximo) de antemão podem pular esta parte, desde que isso não contrarie o plano de negociação adotado.
  • Opção por operar tendência ou range: existe uma enorme diferença entre uma coisa e outra. Trend traders podem manter uma posição em aberto por mais tempo, pois tendências tendem a continuar. Esses traders podem conseguir lucros maiores com riscos menores. Por outro lado, range traders tiram mais proveito de movimentos laterais e fases de consolidação.
  • Tipo de mercado: O mercado de ações só funciona em horários específicos e exige que você esteja diante da sua plataforma de negociação, na hora certa, de segunda a sexta. O mercado de criptomoedas funciona 24h, de domingo a domingo, e exige que você deixe sua ordem amparada por uma Stop Loss devido à alta volatilidade. O mercado Forex funciona 24h, de segunda a sexta, e tem volatilidade menor. Sem contar os diferentes acontecimentos macroeconômicos que impactam esses mercados. Escolha o que mais lhe agrada — é mais fácil operar um ativo que desperta o seu interesse.
  • Entrada: você deve se atentar aos movimentos no mercado e entrar com a operação somente quando prevista no seu plano de negociação. Existem várias opções para o ponto de entrada.
    • Um pullback é perfeito para compra em caso de tendência de alta.
    • Um rompimento verdadeiro é bom para quem busca uma confirmação mais certeira de dado movimento. Cuidado com os rompimentos falsos.
    • Se você usa indicadores técnicos no seu trading, como o MACD, você pode entrar com a operação no cruzamento das linhas de indicador.
    • Você pode criar o seu próprio sinal de entrada. Exemplo: pode ser uma divergência do oscilador RSI, um toque no nível de retraçamento de Fibonacci ou um padrão de velas. Mesmo assim, é melhor ter vários motivos que justificam entrar com a operação e não depender somente de um padrão ou indicador técnico.
  • Stop Loss: todo trader deve ter um plano para quando as coisas dão errado. Você pode configurar uma Stop Loss antes de entrar com a operação e esquecer os gráficos enquanto a ordem estiver em aberto. Você também pode monitorar sua operação e decidir onde e quando sair dela. Esta última abordagem é bem mais arriscada, pois você fica sujeito a decidir por emoção e perder dinheiro no que possivelmente seria uma negociação rentável.
  • Take Profit: se você trabalha com uma relação risco-recompensa, sua Take Profit (Lucro Máximo) é de magnitude/valor absoluto superior à sua Stop Loss (Perda Máxima). Porém, você pode fechar parte da sua posição na primeira meta e então deslocar a sua Stop Loss para o ponto de equilíbrio (breakeven), de forma que sua operação passe a ser livre de risco e possa ser mantida por bem mais tempo, possivelmente ampliando seus lucros.

A imagem abaixo vai ajudar você a criar um plano de negociação.

CREATIVE-16_trading plan_900x960_inside2.png

Planos de negociação ativos ou táticos

Muitos investidores recorrem a investimentos automáticos para aplicar um determinado montante todos os meses, em fundos de investimento ou outros ativos. Planos desse tipo são chamados de automáticos. Embora o processo se execute por conta própria, ele deve ser anotado em forma de plano.

Se o plano de negociação prevê uma condição em que você vai buscar pontos de entrada, então ele é do tipo tático ou ativo. Ao contrário dos investimentos automáticos, nos quais o investidor compra ativos em intervalos regulares, o trader tático costuma buscar posições de entrada e saída em certos patamares de preço, ou então somente quando certos requisitos são atendidos. Por esse motivo, os planos de negociação ativos são muito mais detalhados.

Para entrar com uma operação, o trader tático precisa observar uma série de requisitos (“gatilhos”), como sinais de indicadores técnicos, viés estatístico ou publicações econômicas. Logo, a seção “Exemplos de plano de negociação” (vide acima) trata de planos táticos, pois eles são mais adequados para traders.

Alterando um plano de negociação

Um bom plano de negociação passa um bom tempo sem exigir mudanças, pois, de modo geral, ele abrange todas as circunstâncias que você pode vir a observar enquanto opera no mercado. Logo, você não deve mexer no plano de negociação só porque teve uma sequência de prejuízos ou um dia ruim no mercado. Afinal, o seu plano de negociação traz informações de como agir em situações assim.

Porém, o operador deve evoluir e buscar o aperfeiçoamento de suas habilidades e conhecimentos. Quando você avança a um ritmo que seu plano de negociação não acompanha, convém aprimorá-lo ou formular um novo plano mais adequado ao novo cenário do mercado. Observação: fique longe das operações até que o novo plano de negociação esteja pronto.

Obstáculos no trading

A principal regra de um plano de negociação é segui-lo. É preciso descrever cada passo dado para ser rentável. Além disso, se o seu plano de negociação se baseia em indicadores técnicos, você pode transformá-lo em estratégia de negociação automatizada. Você pode, por exemplo, criar um robô que segue cada passo do seu plano, abre e fecha operações, e até para de operar diante de uma sequência de perdas.

A gestão de riscos do seu plano de negociação deve tratar do que fazer em caso de prejuízos significativos. Após uma série de operações malsucedidas, o melhor é parar de operar e tirar um descanso do mercado. Em tal situação, o ideal é analisar o que aconteceu. Se você cometeu erros que provocaram prejuízos, anote-os no seu diário operacional e procure evitá-los no futuro. Se não foi você que errou e sim o mercado que agiu de forma mais imprevisível, basta tomar um café ou chá e descansar.

Diferença entre plano de negociação e sistema de negociação

Sistema de negociação é um conjunto de regras que formulam sinais de compra e venda sem fatores subjetivos. Resumindo: o sistema de negociação define como exatamente entrar com a operação. Como fracionar a sua ordem? Melhor — será que convém fracioná-la? Comprar agora ou esperar mais um pouco? As respostas estão no sistema de negociação.

O plano de negociação é mais que um sistema que diz quando entrar e sair da operação — é um caderno de receitas que abrange todas as suas necessidades no trading e todas as situações que você pode enfrentar na sua jornada.

Conclusão

Um plano de negociação define mais que apenas pontos de entrada e saída. É um conjunto de regras abrangente que traz respostas para cada parte da sua rotina no trading. Não existe trader de sucesso que não tenha um plano de negociação adequado — o melhor é criar o seu próprio plano usando este artigo como ponto de partida.

Dúvidas

Qual é a importância do plano de negociação?

O plano de negociação mostra o caminho a ser seguido em diferentes situações. Sem ele, as suas chances de ganhar no mercado financeiro são bem menores.

O que deve compor um plano de negociação?

O plano de negociação deve incluir rotina pré-mercado, timeframe, gestão de riscos, condições de negociação, tipo de mercado, pontos de entrada e níveis Stop Loss e Take Profit.

O que é plano de negociação em Forex?

Plano de negociação é um conjunto de regras que o trader deve seguir para alcançar seus objetivos, englobando gestão de tempo, tolerância a riscos, tamanho da ordem e pontos de entrada/saída. O plano de negociação também define como o trader vai gerenciar posições abertas, quais ativos pode negociar, além de várias outras regras.

Qual é a regra de ouro do trading?

Você pode ganhar muito dinheiro tendo consistência, aprendendo com seus erros e observando as técnicas de gestão de riscos. Valorize esses elementos, e seus esforços darão resultado.

Semelhante

Perguntas frequentes

  • Como sacar o dinheiro que você ganhou com a FBS?

    O procedimento é bem simples. Vá para a página de saques no site ou para a seção Finanças da Área Pessoal FBS e acesse a parte de saques. Você poderá retirar o dinheiro que ganhou por meio da mesma forma de pagamento utilizada para depositar. Se tiver abastecido sua conta por várias formas, saque seus lucros por essas mesmas formas e nas mesmas proporções dos valores depositados.

  • Como abrir uma conta FBS?

    Clique no botão Abra uma Conta em nosso site e prossiga para a Área Pessoal. Passe pela verificação de perfil antes de começar a negociar: confirme seu e-mail e número de telefone e faça a verificação da sua identidade. Este procedimento garante a segurança do seu dinheiro e dos seus dados. Feito tudo isso, vá para a plataforma de negociação de sua preferência e comece a negociar.

  • Como começar a negociar?

    Você pode se juntar à FBS e começar a sua jornada em FX se for maior de 18 anos. Para negociar, é necessário ter conta em uma corretora e conhecimento suficiente sobre como funcionam os ativos no mercado financeiro. Comece estudando o básico com os nossos materiais de formação grátis e crie uma conta na FBS. Convém testar o ambiente utilizando dinheiro virtual por meio de uma conta de demonstração (Demo). Quando estiver pronto, entre no mercado real e negocie para ter sucesso.

  • Como ativar o Bônus Level Up?

    Abra uma conta do Bônus Level Up na versão web ou móvel da Área Pessoal FBS e receba até US$140 grátis na sua conta.

Deposite com sistemas de pagamento locais

Sinta o espírito de equipe

Aviso de coleta de dados

A FBS mantém registros de seus dados para operar este site. Ao pressionar o botão “Aceitar“, você concorda com nossa Política de Privacidade.

Ligue de volta

Um gerente ligará para você em breve.

Alterar número

Seu pedido foi aceito

Um gerente ligará para você em breve.

O próximo pedido de chamada para este número de telefone
estará disponível em

Se você tiver um problema urgente, por favor, fale conosco pelo
Chat ao vivo

Erro interno. Por favor, tente novamente mais tarde

Não perca seu tempo. Acompanhe o impacto das NFP no dólar dos EUA e ganhe dinheiro!

Livro de Forex para Iniciantes

O livro de câmbio para iniciantes vai guiar você pelo mundo do trading.

Livro de Forex para Iniciantes

As coisas mais importantes para começar a negociar
Insira seu e-mail e nós vamos lhe mandar um guia Forex gratuito

Obrigado!

Nós enviamos um link especial para o seu e-mail.
Clique nesse link para confirmar seu endereço e receber um guia Forex para iniciantes gratuito.

Você está usando uma versão antiga de seu navegador.

Atualize para a versão mais recente ou experimente outro navegador para uma experiência comercial mais segura, confortável e produtiva.

Safari Chrome Firefox Opera