1. FBS corretora >
  2. Blog da FBS >
  3. Um Beabá sobre o Brexit: Como Lucrar com o Divórcio mais Dramático da Geopolítica
2024-05-30 • Atualizado

Um Beabá sobre o Brexit: Como Lucrar com o Divórcio mais Dramático da Geopolítica

O Brexit segue como assunto geopolítico número 1 há 3 anos. São tantos plot twists que suas histórias já parecem séries de televisão… e ninguém para de assistir.

Vamos ver como tudo começou, para onde está indo e como aproveitar isso no trading.

2.jpg

CENÁRIO GERAL DO BREXIT

O que é o Brexit?

Brexit vem de “British exit” (saída britânica, em inglês). Trata-se da iniciativa do Reino Unido de sair da União Europeia. O país entrou na UE em 1973 e decidiu sair em junho de 2016, após votação pública (referendo).

Por que o Reino Unido quer sair?

Os apoiadores do cenário de saída apontam vários motivos, como o problema da imigração, excesso de burocracia, tarifas da UE, etc. Mas a lógica principal é

“Decisões sobre o Reino Unido devem ser tomadas no Reino Unido”

52% das pessoas votaram pela saída no referendo de 2016. E assim começou.

Acordo do Brexit

Para que as duas partes se divorciem amigavelmente, espera-se um acordo entre o Reino Unido e a UE sobre os termos do processo de saída, abrangendo vários assuntos:

  • direitos dos cidadãos da UE no Reino Unido e cidadãos britânicos na UE
  • quanto dinheiro o Reino Unido vai pagar à UE (a conta do divórcio)
  • a questão da fronteira irlandesa

O que deu errado?

O Brexit estava previsto para novembro de 2018, mas foi adiado várias vezes por causa de vários problemas, principalmente pela questão da fronteira.

A fronteira entre a Irlanda do Norte (parte do Reino Unido) e a República da Irlanda (um Estado independente) será a única fronteira terrestre entre o Reino Unido e a UE. Atualmente, não há postos nessa fronteira nem vistorias para pessoas ou mercadorias que a cruzam. Sua condição é indispensável para o comércio pós-Brexit.

  • A UE propôs o “backstop”, uma garantia jurídica de se evitar uma “fronteira rígida” em caso de um Brexit sem acordo. Isso significa tratamento especial para a Irlanda do Norte.
  • Os britânicos não gostam da ideia porque um tratamento diferenciado para a Irlanda do Norte poderia ameaçar a existência do próprio Reino Unido.

Como a questão irlandesa é parte do acordo de saída, ela é um dos pontos que seguem impedindo o Brexit.

Brexit sem acordo

O “No deal” significa que o Reino Unido sairia imediatamente, sem qualquer acordo. O novo primeiro-ministro, Boris Johnson, se comprometeu a sair da UE no dia 31 de outubro, havendo acordo ou não. Seus opositores alegam que um Brexit sem acordo atingiria tanto o país que a ideia não vale a pena. A saída sem acordo levaria ao seguinte:

  • Saída do Mercado Comum e da união aduaneira
  • Saída das instituições da UE, como o Tribunal de Justiça Europeu e a Europol
  • Fim da participação britânica em vários órgãos da UE
  • Fim das contribuições ao orçamento da UE de cerca de £9 bi por ano

O IMPACTO DO BREXIT NO COMÉRCIO GLOBAL

A seguir, as mudanças mais drásticas na hipótese do Brexit.

  • Parceiros comerciais do Reino Unido

Países que têm fortes laços comerciais com o Reino Unido são os mais vulneráveis, especialmente Irlanda, Bélgica, Países Baixos, Chipre e Alemanha.

  • Indústria

Os setores que provavelmente sentirão os maiores impactos nas exportações são o de automóveis e peças, equipamentos eletrônicos e alimentos processados.

  • Setor de serviços

Londres é um centro financeiro global: a indústria de serviços corresponde a quase 80% do total da economia do Reino Unido. Especialistas se preocupam sobretudo com os serviços de seguros e financeiros.

  • Custos do comércio

Nos cenários mais prováveis — um acordo de livre comércio (FTA) ou um retorno às regras da OMC — os custos do comércio entre o Reino Unido e a UE aumentarão.

  • Transporte e logística

Após sair da UE, os britânicos deixarão de fazer parte da legislação fiscal europeia, o que pode acarretar em dupla tributação para as empresas que transportam produtos e os serviços através do Reino Unido e da UE.

  • Cadeias logísticas

O Reino Unido é peixe grande nas cadeias logísticas internacionais, especialmente em setores como serviços financeiros, mineração e produtos químicos, transportes, telecomunicações e indústrias de atacado e varejo.

  • Fluxos comerciais globais

Como membro da UE, o Reino Unido desfruta de dezenas de acordos de livre comércio com 58 países externos à UE. Todos esses acordos deverão ser negociados novamente.

Em geral, o efeito econômico mais impactante do Brexit será a redução no comércio bilateral entre o Reino Unido e a UE, o que levaria a quedas no PIB e na renda real, visto que os maiores custos do comércio implicariam em um fluxo menos eficiente de recursos entre as indústrias.

OPERANDO COM O BREXIT

Como o Reino Unido é o primeiro país a se retirar da UE, pode ser difícil para o trader de câmbio interpretar os acontecimentos corretamente e fazer boas previsões. Porém, já aprendemos algumas coisas até aqui:

  • Cenário sem acordo:

Se os britânicos retornarem às regras da OMC, haverá um período de transição até 2020 que será de grande incerteza. Essa incerteza causará a flutuação da GBP, o que faria dela uma moeda-base pouco confiável para qualquer par.

Os custos das transações comerciais aumentarão com novas tarifas sobre os exportadores. Empresas que dependem de matérias-primas e consumidores terão que encarar reduções das margens, o que terá repercussão significativa nos mercados globais de ações e câmbio.

Quanto às ações, empresas britânicas no exterior podem ter desempenho excepcional, enquanto as empresas em solo nacional podem apresentar quedas em suas ações. Se o comércio Reino Unido-UE ficar caro demais, isso dará início a um enorme sell-out de ações.

  • Cenário com acordo:

O PIB eventualmente começará a ganhar força, mas o impacto inicial na taxa da GBP será inevitável. A pior parte é que ninguém sabe dizer quanto tempo levará o período de recuperação, nem quais seriam os novos desafios.

Logo, a melhor palavra para descrever suas oportunidades no trading com o Brexit é INCERTEZA

Isso é bom ou ruim?

Para o povo do Reino Unido e da União Europeia, não exatamente. Para os traders, é provavelmente bom: volatilidade alta sempre é oportunidade para um trader.

Ações britânicas, GBP/USD e ouro provavelmente terão as movimentações mais significantes.

Para cortar os prejuízos e jogar com segurança, siga essas instruções simples e prepare-se para o Brexit:

  • Acompanhe nossas notícias e análises do Brexit
  • Configure alertas de variação no preço para ser notificado de movimentações significantes
  • Utilize Stop Loss SEMPRE
  • Fique alerta e prepare-se para fazer uma jogada a qualquer hora

Vejamos para onde isso vai. Que sejamos vencedores, com ou sem acordo!

Leia também

  • 2486

Aviso de coleta de dados

A FBS mantém registros de seus dados para operar este site. Ao pressionar o botão “Aceitar“, você concorda com nossa Política de Privacidade.

Ligue de volta

Um gerente ligará para você em breve.

Alterar número

Seu pedido foi aceito

Um gerente ligará para você em breve.

O próximo pedido de chamada para este número de telefone
estará disponível em

Se você tiver um problema urgente, por favor, fale conosco pelo
Chat ao vivo

Erro interno. Por favor, tente novamente mais tarde

Não perca seu tempo. Acompanhe o impacto das NFP no dólar dos EUA e ganhe dinheiro!

Você está usando uma versão antiga de seu navegador.

Atualize para a versão mais recente ou experimente outro navegador para uma experiência comercial mais segura, confortável e produtiva.

Safari Chrome Firefox Opera