1. FBS corretora >
  2. Blog da FBS >
  3. O que é Índice Big Mac?
2023-11-21 • Atualizado

O que é Índice Big Mac?

1_642x361_cover.png

Mesmo com toda a polêmica em torno do fast food, o Big Mac é um sanduíche conhecido e apreciado por muita gente no mundo inteiro. Mas você sabia que o Big Mac também é um indicador econômico?

Leia este artigo e saiba o que é Índice Big Mac, qual é seu significado, como foi criado e como ele pode ser usado no trading.

Dois bifes de hambúrguer

Seja onde for — Tóquio, Moscou, Colombo ou Oslo — é possível sair na rua, ir ao McDonald's mais próximo e comprar um sanduíche com dois bifes, alface, queijo, picles, cebola e um molho especial, montados entre duas fatias de pão. Você pode comprar um Big Mac, aproximadamente 500 calorias de alegria — ou não, dependendo dos seus hábitos alimentares.

Ainda que entre um país e outro o Big Mac apresente leves diferenças em termos de aparência, tamanho e calorias, a fórmula básica do hambúrguer mais famoso do mundo é sempre a mesma.

Os ingredientes do Big Mac são alguns dos produtos mais facilmente encontrados na maioria dos países. São coisas que os consumidores compram diariamente nos mercados: cebolas, carne, alface, queijo, picles etc. Logo, podemos considerar que o Big Mac é uma cesta de produtos. É por isso que, em meados da década de 80, a The Economist recorreu ao preço desse hambúrguer mundo afora como um recurso simples de análise de moedas.

Índice Big Mac

1_642x361_2.png

O Índice Big Mac foi inventado em 1986 pela The Economist, uma das mais influentes revistas de negócios, política, tecnologia e cultura internacional.

Com mais de 170 anos de tradição, a The Economist é merecidamente considerada referência para notícias de economia e reportagens de assuntos mundiais e formada por uma equipe com jornalistas talentosos e altamente qualificados.

No decorrer de sua existência, vários índices foram lançados pela The Economist, como o Índice de Democracia, o Índice do Teto de Vidro, o Índice das Cidades Mais Perigosas, o Índice de Preços de Commodities e o Índice Big Mac. Com base nos preços do Big Mac em diferentes países, entende-se que o Índice pode oferecer uma avaliação, digamos, por falta de palavra mais adequada, mais correta do valor das moedas.

Tomemos dois países como exemplo: EUA e China. Comparamos os preços do Big Mac nesses dois países, em suas respectivas moedas. A difereça entre os preços vai produzir uma taxa de câmbio cuja referência é o Big Mac e que costuma ser diferente das cotações obtidas das fontes oficiais. Assim, podemos avaliar se a moeda em questão está super ou subvalorizada.

Ao aferir a taxa de câmbio dólar-iuan com base no Big Mac, obtemos uma proporção de aproximadamente 1:4, considerando os preços de US$ 5,93 nos EUA e ¥ 24,9 na China. O resultado nos dá uma ideia diferente de quanto que o iuan chinês deve valer: ¥ 4,20 para US$ 1,00; comparado à taxa oficial de ¥ 6,70 para US$ 1,00.

Tal abordagem gastronômica também é conhecida como “burguernomia”. Sua base é a teoria da paridade do poder de compra (PPC). A ideia desse conceito é que, a longo prazo, as taxas de câmbio devem convergir para a equalização dos preços de uma mesma cesta de produtos e serviços em dois países quaisquer. Neste caso, o Big Mac é a cesta de produtos.

O que o Índice Big Mac mostra?

Embora o Índice Big Mac dificilmente possa ser considerado um recurso preciso na determinação do valor de uma moeda, os dados podem oferecer resultados e ideias inesperadas e dignas de consideração.

Exemplo: de acordo com o Índice Big Mac, o rublo russo é a moeda mais subvalorizada do mundo (-69,9%). Conforme os dados mais recentes, um dólar vale mais de 70 rublos. Já um Big Mac custa apenas US$ 1,74 na Rússia — este é o menor preço do hambúrguer no mundo inteiro! A julgar pelo Índice Big Mac, um dólar deveria valer apenas 23 rublos.

1_642x361_3.png

Lira turca, libra libanesa, ringgit malaio, rúpia indonésia e leu romeno são outros exemplos de moedas subvalorizadas.

O Índice Big Mac também mostra que o franco suíço é a moeda mais supervalorizada do mundo. Um Big Mac custa 6,98 dólares americanos na Suíça. Assim, a taxa medida pelo Índice Big Mac é de 1,12 franco por dólar. Já o mercado de câmbio mostra que a taxa do par USDCHF é de 0,93. Logo, entende-se que a moeda suíça apresenta supervalorização de 20,16%. Mais uma vez: essas considerações são feitas como uma simplificação da questão econômica, desconsiderando todos os dados e fatores correlacionados.

Podemos usar no trading a comparação dos preços do Big Mac?

Apesar do aspecto engraçado, o Índice Big Mac e a burguernomia não são uma mera brincadeira com conceitos econômicos, tendo se transformado em uma referência mundial ao longo dos anos. Os dois já figuram em vários livros de economia e nos mais diversos estudos acadêmicos, apresentando-se como recursos úteis na comparação de moedas.

Mas seriam eles um bom recurso de previsão para usar no trading?

Entre outros motivos, o trader pode usar o Índice em suas previsões para definir possíveis caminhos que o mercado pode seguir. Contudo, é preciso considerar os vários fatores que impactam o preço do hambúrguer. Além disso, as taxas de câmbio nem sempre são o indicador mais garantido da direção que o mercado vai tomar.

Conclusão

É importante lembrar que o Índice Big Mac não leva em conta as pequenas oscilações de curto prazo do mercado Forex. O foco do Índice é o longo prazo. Entretanto, quando usado em conjunto com outros indicadores e corroborado por dados diversos do mercado, o Índice pode ser um bom componente no seu arsenal de negociação

Exemplo: você pode recorrer ao Índice Big Mac quando estiver negociando Forex com a FBS, para ver qual será o impacto dele na sua estratégia e nos seus resultados.

Dúvidas

O que é Índice Big Mac?

O Índice Big Mac é um medidor inventado pela revista Economist, em 1986, para quantificar os desequilíbrios entre os poderes de compra dos consumidores de diferentes países. O Índice utiliza o hambúrguer de mesmo nome como substituto das mais tradicionais “cestas de produtos” geralmente usadas em índices de preços ao consumidor.

O que é comparado no Índice Big Mac?

O Índice Big Mac compara o preço do famoso hambúrguer em diferentes países, oferecendo uma perspectiva diferente da dinâmica dos valores das moedas nacionais. Os resultados costumam divergir das taxas de câmbio oficiais.

Como pode uma moeda ficar super ou subvalorizada?

As moedas ficam super ou subvalorizadas dependendo da necessidade de equilibrar o fluxo comercial. Com uma moeda subvalorizada, os produtos do país em questão ficam mais baratos no mercado global. Já uma moeda supervalorizada aumenta as despesas com importação.

O Índice Big Mac é uma avaliação adequada do PPC?

O Índice Big Mac é um ótimo exemplo de como funciona o PPC. Todavia, não se deve ver o Índice como um recurso universal de comparação de moedas.

O que é Big Mac PPP?

Big Mac PPP (sigla em inglês do termo paridade do poder de compra) é um relatório anual que compara várias moedas com base nos preços relativos de um Big Mac mundo afora.

  • 2200

Aviso de coleta de dados

A FBS mantém registros de seus dados para operar este site. Ao pressionar o botão “Aceitar“, você concorda com nossa Política de Privacidade.

Ligue de volta

Um gerente ligará para você em breve.

Alterar número

Seu pedido foi aceito

Um gerente ligará para você em breve.

O próximo pedido de chamada para este número de telefone
estará disponível em

Se você tiver um problema urgente, por favor, fale conosco pelo
Chat ao vivo

Erro interno. Por favor, tente novamente mais tarde

Não perca seu tempo. Acompanhe o impacto das NFP no dólar dos EUA e ganhe dinheiro!

Você está usando uma versão antiga de seu navegador.

Atualize para a versão mais recente ou experimente outro navegador para uma experiência comercial mais segura, confortável e produtiva.

Safari Chrome Firefox Opera