1. FBS corretora >
  2. Blog da FBS >
  3. O que aconteceria se o mercado de ações sofresse um crash
2023-08-30 • Atualizado

O que aconteceria se o mercado de ações sofresse um crash

cover (1).png

O mercado de ações desempenha um papel crucial na economia global, oferecendo oportunidades para os investidores comprarem e venderem ações de empresas de capital aberto. No entanto, o mercado de ações não está livre a períodos de volatilidade, e um dos eventos mais aterrorizantes que podem acontecer é um crash do mercado de ações.

Neste artigo, exploraremos a natureza e as implicações de um crash do mercado de ações, aprenderemos sobre suas ocorrências históricas e descobriremos as medidas a serem tomadas se nos depararmos com uma situação como essa na posição de investidores.

O que é um crash do mercado de ações?

Um crash do mercado de ações é uma queda súbita e aguda no valor geral do mercado de ações. Durante um crash, os preços das ações despencam, muitas vezes levando a vendas por pânico e a uma destruição da confiança dos investidores. Os crashes do mercado de ações podem ter consequências de longo alcance, mas há uma diferença entre eles e as correções do mercado.

As correções de mercado são normais e geralmente ocorrem quando os preços caem pelo menos 10% em relação aos seus picos recentes. Por outro lado, os crashes do mercado de ações são eventos relativamente raros, por isso é essencial estar preparado para elas com antecedência.

Quais são as razões para um crash do mercado de ações?

As razões para os crashes do mercado de ações variam de forma ampla. Eles podem acontecer em meio a recessões econômicas causadas por uma economia enfraquecida, bolhas especulativas em que os investidores levam os preços muito além do valor intrínseco dos ativos, eventos geopolíticos, como guerras ou instabilidade política, e muitas outras razões. Embora algumas condições possam aumentar a probabilidade de um crash, o tempo e a gravidade de um permanecem imprevisíveis.

Quanto tempo geralmente dura?

A duração de um crash do mercado de ações pode variar expressivamente, dependendo de suas causas subjacentes e da rapidez com que a confiança dos investidores pode ser restaurada. Alguns crashes podem ser relativamente curtos, durando apenas alguns dias ou semanas, enquanto outros podem se estender por vários meses ou até anos.

O menor crash registrado, conhecido como Segunda-Feira Negra, ocorreu em 19 de outubro de 1987, quando o Dow Jones Industrial Average despencou mais de 22% em um só dia. No entanto, o mercado recuperou a maior parte dessas perdas em um ano.

Por outro lado, o crash mais duradouro da história causou a Grande Depressão, que começou em 1929 e durou até 1932. Durante esse período, o mercado de ações viu uma queda prolongada, perdendo quase 90% de seu valor.

Grandes crashes do mercado de ações e suas consequências ao longo dos anos

O crash de Wall Street, 1929

Motivo: supervalorização das ações e especulação generalizada do mercado.

Consequências: devastação financeira, agitação econômica e perdas maciças de empregos.

Segunda-feira Negra, 1987

Motivo: falta de regulamentação e supervisão no setor financeiro dos EUA.

Consequências: quedas sérias nos principais índices de ações, perda de confiança dos investidores e volatilidade nos mercados financeiros.

Bolha de preço de ativos japoneses, 1989-1992

Motivo: sistemas financeiros fracos, governança corporativa e investimentos especulativos em imóveis e ações.

Consequências: período prolongado de estagnação econômica conhecido como Década Perdida.

Crise financeira asiática, 1997-1998

Motivo: venda por pânico, moedas sobrevalorizadas e bolhas de ativos, altos níveis de dívida externa e empréstimos.

Consequências: desvalorizações expressivas da moeda, quedas do mercado de ações e recessões econômicas, com vários mercados asiáticos perdendo uma parte substancial de seu valor durante este período.

Estouro da Bolha da Internet, 2000-2002

Motivo: investimento especulativo em empresas relacionadas à internet e supervalorização de ações de tecnologia.

Consequências: o colapso de muitas start-ups digitais com perdas expressivas para os investidores.

Crise financeira de 2008

Motivo: colapso do mercado imobiliário dos EUA e a crise das hipotecas subprime.

Consequências: grave colapso financeiro global quando os principais índices de ações, incluindo o Dow Jones e o S&P 500, sofreram quedas expressivas, com muitas instituições financeiras enfrentando falência ou quase colapso.

Durante esses e outros crashes históricos, milhões de investidores perderam quantias substanciais de dinheiro, e as consequências econômicas foram tremendas. Governos e bancos centrais foram forçados a adotar medidas extraordinárias para estabilizar os mercados financeiros, evitar falências generalizadas de bancos e estimular o crescimento econômico. Essas medidas incluíram resgates maciços de instituições financeiras, pacotes de estímulo fiscal e ações de política monetária, como redução das taxas de juros e implementação de flexibilização quantitativa.

O que acontece com os portfólios de investimento?

Quando o mercado cai, o preço das ações pode sofrer uma queda. Os investidores que entram em pânico e vendem suas participações durante um crash podem concretizar essas perdas, dificultando a recuperação de seus investimentos quando o mercado se estabiliza.

Os piores cenários para seus investimentos durante um crash do mercado de ações incluem o seguinte:

  • Perda drástica do valor do portfólio: uma queda severa do mercado pode levar a uma redução significativa no valor geral de uma carteira de investimentos.
  • Perda de economias de aposentadoria: as contas de aposentadoria maciçamente investidas no mercado de ações podem sofrer perdas substanciais, comprometendo os planos financeiros de longo prazo.
  • Chamadas de margem e venda forçada: os investidores que compraram ações usando dinheiro emprestado com margens podem enfrentar chamadas de margem, forçando-os a vender ativos a preços desfavoráveis para honrar suas obrigações.

O que você deve fazer se o mercado de ações sofrer um crash?

Mantenha a calma

Embora os crashes do mercado possam ser estressantes, é crucial manter a calma e evitar tomar decisões precipitadas e movidas a emoções.

Não venda seus investimentos

Vender investimentos durante um crash do mercado pode transformar perdas potenciais em reais. Em vez disso, concentre-se em uma estratégia de investimento de longo prazo.

Compre durante o colapso do mercado

Para aqueles com fundos disponíveis, um crash do mercado pode ser uma oportunidade para comprar ativos de alta qualidade a menores preços. Para quem opera ações, também é uma oportunidade de especular sobre as flutuações de preços.

Consulte especialistas

Procure aconselhamento de consultores financeiros ou profissionais que possam compartilhar insights e estratégias.

Diversifique

Diversificar seus investimentos em várias classes de ativos pode ajudar a mitigar os riscos durante as quedas do mercado.

Resumo

Os crashes do mercado de ações podem ter consequências de longo alcance na economia e nos investidores individuais. Embora possa ser estressante, a história mostrou que os mercados eventualmente se recuperam ao longo do tempo. Ao entender a natureza dos crashes, manter a calma e tomar decisões prudentes, os investidores podem navegar por esses períodos desafiadores e se posicionar para a estabilidade financeira e o sucesso a longo prazo.

Perguntas frequentes

Qual foi o maior crash da história do mercado de ações?

O Crash de Wall Street de 1929 é amplamente considerado o maior do mercado de ações de todos os tempos. Esse evento marcou o início da Grande Depressão, uma das recessões econômicas mais sérias da história. A devastação econômica e os impactos duradouros o tornam o crash mais significativo do mercado de ações.

Onde você deve investir seu dinheiro para se preparar para um crash?

A melhor abordagem é manter um portfólio bem diversificado para ajudar a reduzir o impacto no caso de um crash. Você pode distribuir seus investimentos em várias classes de ativos, como títulos, metais preciosos, derivativos e outros.

Os crashes do mercado de ações são mais comuns durante certas épocas do ano?

Os crashes do mercado de ações podem acontecer a qualquer momento e geralmente são imprevisíveis. O comportamento do mercado é influenciado por uma ampla gama de fatores, incluindo condições econômicas, eventos geopolíticos, sentimento do investidor e sentimento geral do mercado. Dessa forma, tentar prever o momento de um crash pode ser um desafio.

  • 928

Aviso de coleta de dados

A FBS mantém registros de seus dados para operar este site. Ao pressionar o botão “Aceitar“, você concorda com nossa Política de Privacidade.

Ligue de volta

Um gerente ligará para você em breve.

Alterar número

Seu pedido foi aceito

Um gerente ligará para você em breve.

O próximo pedido de chamada para este número de telefone
estará disponível em

Se você tiver um problema urgente, por favor, fale conosco pelo
Chat ao vivo

Erro interno. Por favor, tente novamente mais tarde

Não perca seu tempo. Acompanhe o impacto das NFP no dólar dos EUA e ganhe dinheiro!

Você está usando uma versão antiga de seu navegador.

Atualize para a versão mais recente ou experimente outro navegador para uma experiência comercial mais segura, confortável e produtiva.

Safari Chrome Firefox Opera