Velas japonesas: guia para iniciantes

Velas japonesas: guia para iniciantes

2022-04-29 • Atualizado

Você já se perguntou quantas maravilhas foram inventadas pelos japoneses? Códigos QR, navegação por GPS, macarrão instantâneo e sushi são apenas algumas das inúmeras invenções japonesas sem as quais nem podemos imaginar como seria a vida moderna. Mas se você perguntar a um trader qual é a invenção japonesa mais famosa, ele vai te dar outra resposta, sem titubear: “velas japonesas”. O que há de tão especial nesse elemento do trading que faz tanta gente acreditar no poder de seus sinais? Como aplicá-los na sua rotina de negociação?

Velas japonesas e gráficos de velas

As velas japonesas formam a estrutura do gráfico de velas. Nesse gráfico, cada vela mostra a dinâmica do preço em um determinado intervalo.

No timeframe semanal, por exemplo, cada vela mostra a dinâmica do mercado de segunda até sexta-feira. Já no timeframe diário, cada vela vai te mostrar a variação no preço entre 00:00 e 23:59.

Uma vela é formada por três partes principais:

  • Corpo real: a parte grossa da vela. É uma área delimitada pelos preços de abertura e de fechamento.
  • Sombra (pavio ou cauda) superior: linha vertical acima do corpo real. Ela mostra a máxima registrada no intervalo.
  • Sombra (pavio ou cauda) inferior: linha vertical abaixo do corpo real. Ela mostra a mínima registrada no intervalo.

Quando os preços sobem no período em questão, a vela costuma aparecer pintada de branco ou verde. Neste caso, o preço de abertura fica na parte inferior do corpo e o preço de fechamento fica na parte superior. Essa vela é chamada de vela altista (bullish).

Quando os preços caem no período em questão, a vela costuma aparecer pintada de preto ou vermelho. Neste caso, o preço de abertura fica na parte superior do corpo e o preço de fechamento fica na parte inferior. Essa vela é chamada de vela baixista (bearish).

0.png

Uma vela sozinha de fato ajuda a entender a dinâmica do preço, mas isso funciona melhor com várias velas em sequência no gráfico de velas. O que há de especial nesse tipo de gráfico e quais as diferenças dele em relação aos demais? Vamos descobrir.

Gráfico de velas x gráfico de barras

O gráfico de velas é semelhante ao gráfico de barras. Ambos mostram o desempenho do preço dentro de certo intervalo. No timeframe semanal, assim como cada vela, cada barra mostra como o preço se deslocou ao longo da semana, de segunda a sexta-feira.

2.png

A principal diferença entre o gráfico de barras e o gráfico de velas japonesas está nos detalhes. Os corpos reais das velas dão mais informações que as barras, e as velas formam padrões nos gráficos que são mais fáceis de visualizar do que as linhas observadas no gráfico de barras.

Usando o gráfico de velas, você pode ler os padrões de velas fazendo a análise dos corpos e das sombras das mesmas. Velas alongadas indicam sessões bem movimentadas, ao passo que velas curtas indicam estabilidade do mercado. Isso permite uma reação mais rápida às mudanças no mercado.

Os principais tipos de velas são seis, cada um com seu nome. São eles:

  • cabeça raspada e fundo raspado;
  • pião;
  • marubozu;
  • velas com sombras curtas;
  • velas com sombra superior ou inferior longa;
  • doji.

Uma vela que não tem sombra superior é chamada pelos traders de “cabeça raspada”. Geralmente, ela mostra que prevalece a pressão baixista no mercado.

Por outro lado, uma vela que não tem sombra inferior é conhecida como “fundo raspado”. É um tipo de vela que mostra que os compradores dominam o mercado.

3.png

Quando a vela tem corpo real pequeno e sombras superior e inferior longas, ela é chamada de “pião”. O pião sinaliza que o mercado está indeciso, com movimento tanto de touros quanto de ursos, e nenhum dos lados é capaz de dominar a situação.

Depois de um longo avanço ou uma vela altista alongada, o pião indica fraqueza dos compradores e uma potencial mudança ou interrupção da tendência. Depois de uma longa queda ou uma vela baixista alongada, o pião indica fraqueza dos vendedores e uma potencial mudança ou interrupção da tendência.

4.png

Imagine, agora, que a vela tem um corpo bem grosso e não tem sombra superior nem inferior. Essa vela tem um nome bem japonês: “marubozu”.

Uma marubozu altista se forma quando o preço de abertura se iguala ao preço mínimo e o preço de fechamento se iguala ao preço máximo, mostrando que os compradores controlaram a ação de preço durante o período todo.

Uma marubozu baixista se forma quando o preço de abertura se iguala ao preço máximo e o preço de fechamento se iguala ao preço mínimo, mostrando que a ação de preço foi controlada pelos vendedores. 

5.png

Um dos tipos de vela mais comuns é a vela com sombras curtas. Velas com sombras curtas indicam que a maior parte do movimento no mercado ficou perto da abertura e do fechamento.

6.png

Velas com sombra superior longa e sombra inferior curta indicam que os compradores dominaram ao longo da sessão, mas, antes do fim desta, os vendedores conseguiram derrubar os preços de suas máximas. Analogamente, uma vela com sombra inferior longa mostra que os vendedores dominaram ao longo da sessão, mas o preço conseguiu fechar a um patamar mais alto.

7.png

Uma vela com corpo real ultrapequeno (preços de abertura e de fechamento quase iguais) é chamada de "doji". Quando essa vela se forma, entende-se que nem os touros, nem os ursos estão dominando o mercado e que o cenário é de incerteza. A vela doji pode enganar: sozinha, ela não revela muita coisa, mas quando se verificam certas condições no mercado, ela pode ser um importante indicador de virada (reversão).

  8.png

No geral, uma vela doji passa a ser uma vela de reversão (virada) quando as seguintes condições são cumpridas:

  1. Uma doji é formada após uma série de velas altistas com corpos alongados (em uma tendência de alta) ou após uma série de velas baixistas com corpos alongados (em uma tendência de queda). Geralmente, isso sinaliza a fraqueza da tendência.
  2. As velas depois da doji confirmam a virada.
  3. As condições no mercado são de sobrecompra ou sobrevenda.

Os traders trabalham com quatro tipos de vela doji. Vejamos os tipos na imagem abaixo.

9.png

Doji de perna longa (long-legged): as sombras superior e inferior são longas e são quase iguais em comprimento, indicando considerável indecisão no mercado.

Doji libélula (dragonfly): importante padrão de reversão altista que ocorre principalmente no fim de tendências de queda.

Doji lápide (gravestone): importante padrão de reversão baixista que ocorre principalmente no topo de tendências de alta.

Doji de quatro preços (four price): é bem rara e retrata completa e total incerteza entre os traders no que se refere à direção do mercado.

As velas doji podem dar informações ainda mais importantes quando fazem parte de padrões de velas. Os traders japoneses definiram vários tipos de padrões de velas, o que os ajudou a prever os deslocamentos futuros no mercado.

Padrões de velas japonesas

Existem inúmeros padrões de velas que podem ser encontrados em um gráfico. Alguns deles são tão específicos que as chances de observá-los no cotidiano são bem baixas. Outros são comuns até para quem não opera tanto. Vamos ver se você conhece os cinco maiores padrões de velas de reversão!

Martelo (Hammer)

O Martelo é um padrão de uma vela que sinaliza virada para o lado de cima. A vela deve aparecer no fim da tendência de queda. Essa vela tem um corpo curto, uma sombra superior curta e uma sombra inferior longa. A sombra inferior deve ter o dobro do comprimento do corpo real. O padrão Martelo mostra que os ursos conseguiram derrubar o preço para uma nova mínima, mas não conseguiram segurá-lo na mesma e perderam para os compradores antes do fim do período em questão.

Podemos ver um exemplo bem claro de Martelo no gráfico de EUR/NZD. Após a tendência de queda, apareceu uma vela alitsta com sombra inferior longa. A próxima vela depois do Martelo foi altista e fechou acima do preço de abertura do Martelo. Isso significa confirmação da virada.

10.png

Martelo Invertido (Inverted Hammer)

Trata-se do padrão Martelo virado de cabeça para baixo. Diferentemente do Martelo original, este arranjo exige duas velas para ser confirmado, a primeira das quais deve ser baixista. Seu sinal fica mais confiável quando a vela depois do padrão é altista. O padrão precisa de confirmação na forma de rompimento da zona de resistência mais próxima ou de uma linha de tendência.

No gráfico de AUD/JPY, vemos o aparecimento de um Martelo Invertido depois de uma vela baixista em uma tendência de queda. A vela altista confirmou o fôlego de alta logo em seguida, e a tendência de fato virou.

11.png

Estrela da Manhã (Morning Star)

Estrela da Manhã é o apelido dado em certas regiões ao planeta Mercúrio. Se você conseguir observá-lo no céu, é porque o Sol vai nascer (subir) em breve. Com os preços, a ideia é a mesma: quando aparece a Estrela da Manhã, o preço vai subir.

A primeira vela do padrão deve ser baixista, com corpo real grande. A segunda vela deve abrir com um gap para baixo (abaixo do corpo da primeira vela) e ter um corpo real pequeno. Isso mostra que os vendedores perderam força. A cor da vela não interessa. A terceira vela deve preencher o último gap baixista, devendo ser altista e fechar acima do ponto médio da primeira vela.

Observe na imagem como que a Estrela da Manhã no gráfico das ações Nike causou o surgimento de uma tendência de alta.

  12.png

Em oposição aos padrões de reversão altistas, temos os padrões de reversão baixistas. Eles aparecem no fim de uma tendência de alta e sinalizam a virada para o lado de baixo. Vamos conhecer os dois mais famosos padrões desse grupo.

Estrela Cadente (Shooting Star)

Este é um dos padrões de velas de reversão mais notáveis durante uma tendência de alta. Quando você observá-lo, não se esqueça de fazer um desejo: um sinal de venda! A sombra superior longa mostra que os participantes do mercado já não aceitam mais o preço. Logo, o corpo real deste padrão deve ser pequeno, bem como a sombra inferior.

No gráfico de JP225, a Estrela Cadente logo depois da tendência de alta mostrou a mudança de direção da tendência.

1.png

Estrela da Noite (Evening Star)

Este padrão é formado por três velas. A primeira vela é altista, a cor da segunda não importa, e a terceira vela é baixista. A primeira vela é longa, a segunda tem um corpo real pequeno e a terceira é mais longa que a primeira. Existe um gap para cima entre a primeira vela e a segunda. A terceira vela preenche o gap altista.

Você pode observar o padrão gráfico Estrela da Noite no gráfico diário da GE.

14.png

Agora você já sabe todas as informações essenciais sobre padrões de velas! Esperamos que você domine o mercado com os conhecimentos que adquiriu! Para saber mais sobre velas japonesas, acesse o Guia FBS.

Semelhante

Estratégia de negociação Pin Bar
Estratégia de negociação Pin Bar

Um padrão gráfico ou de velas às vezes pode oferecer um bom sinal de entrada quando localizado em certo nível. A Pin Bar é um dos mais confiáveis e conhecidos padrões de velas. Quando observada pelos traders no gráfico, a expectativa é de que o preço mudará de direção em breve.

Como operar usando o padrão de velas Doji?
Como operar usando o padrão de velas Doji?

As velas Doji são raras, mas, quando devidamente aproveitadas, são uma ótima oportunidade de entrar na hora certa. Este artigo é uma discussão sobre o que é vela Doji. Você também vai conhecer uma estratégia que pode dar lucros com velas Doji.

Perguntas frequentes

  • Como sacar o dinheiro que você ganhou com a FBS?

    O procedimento é bem simples. Vá para a página de saques no site ou para a seção Finanças da Área Pessoal FBS e acesse a parte de saques. Você poderá retirar o dinheiro que ganhou por meio da mesma forma de pagamento utilizada para depositar. Se tiver abastecido sua conta por várias formas, saque seus lucros por essas mesmas formas e nas mesmas proporções dos valores depositados.

  • Como abrir uma conta FBS?

    Clique no botão Abra uma Conta em nosso site e prossiga para a Área Pessoal. Passe pela verificação de perfil antes de começar a negociar: confirme seu e-mail e número de telefone e faça a verificação da sua identidade. Este procedimento garante a segurança do seu dinheiro e dos seus dados. Feito tudo isso, vá para a plataforma de negociação de sua preferência e comece a negociar.

  • Como começar a negociar?

    Você pode se juntar à FBS e começar a sua jornada em FX se for maior de 18 anos. Para negociar, é necessário ter conta em uma corretora e conhecimento suficiente sobre como funcionam os ativos no mercado financeiro. Comece estudando o básico com os nossos materiais de formação grátis e crie uma conta na FBS. Convém testar o ambiente utilizando dinheiro virtual por meio de uma conta de demonstração (Demo). Quando estiver pronto, entre no mercado real e negocie para ter sucesso.

  • Como ativar o Bônus Level Up?

    Abra uma conta do Bônus Level Up na versão web ou móvel da Área Pessoal FBS e receba até US$140 grátis na sua conta.

Deposite com sistemas de pagamento locais

Sinta o espírito de equipe

Aviso de coleta de dados

A FBS mantém registros de seus dados para operar este site. Ao pressionar o botão “Aceitar“, você concorda com nossa Política de Privacidade.

Ligue de volta

Um gerente ligará para você em breve.

Alterar número

Seu pedido foi aceito

Um gerente ligará para você em breve.

O próximo pedido de chamada para este número de telefone
estará disponível em

Se você tiver um problema urgente, por favor, fale conosco pelo
Chat ao vivo

Erro interno. Por favor, tente novamente mais tarde

Não perca seu tempo. Acompanhe o impacto das NFP no dólar dos EUA e ganhe dinheiro!

Livro de Forex para Iniciantes

O livro de câmbio para iniciantes vai guiar você pelo mundo do trading.

Livro de Forex para Iniciantes

As coisas mais importantes para começar a negociar
Insira seu e-mail e nós vamos lhe mandar um guia Forex gratuito

Obrigado!

Nós enviamos um link especial para o seu e-mail.
Clique nesse link para confirmar seu endereço e receber um guia Forex para iniciantes gratuito.

Você está usando uma versão antiga de seu navegador.

Atualize para a versão mais recente ou experimente outro navegador para uma experiência comercial mais segura, confortável e produtiva.

Safari Chrome Firefox Opera