1. FBS corretora >
  2. Blog da FBS >
  3. Os melhores investimentos alternativos em 2024
2024-03-05 • Atualizado

Os melhores investimentos alternativos em 2024

01.png

Este material não é convocação para operar, nem orientação ou recomendação de negociação, e sua única finalidade é informar.

O que são investimentos alternativos?

Os investimentos alternativos vão além dos ativos tradicionais, como ações e títulos públicos, e englobam modalidades como investimentos em capital fechado, fundos de investimento, imóveis e criptomoedas. Diferentemente dos investimentos tradicionais, os ativos alternativos têm menos liquidez e são menos regulados, e por isso são menos previsíveis para os investidores.

No passado, somente os investidores de alta renda e institucionais atuavam nessa área. Atualmente, os pequenos investidores estão ganhando espaço, buscando um misto de investimentos voltado para a redução de riscos, sobretudo em fases de mudanças na economia.

O mundo dos investimentos alternativos está crescendo com rapidez. Em 2023, por exemplo, a Blackstone teve sob sua gestão mais de US$1 trilhão em ativos alternativos. Isso sinaliza um crescimento no interesse por esses investimentos mais arriscados e de prazo mais longo.

Por que investir em ativos alternativos?

Os investimentos em ativos alternativos estão em alta porque os investidores estão buscando diversificar suas carteiras, conseguir rendimentos possivelmente mais altos e se proteger das incertezas no mercado. A diversificação é a principal vantagem — esses ativos têm pouco vínculo com os tradicionais títulos e ações, e assim oferecem proteção contra oscilações na bolsa.

Essa diversificação ajuda a cortar o risco geral da carteira e protege o investidor contra quedas no mercado. Outro diferencial é o potencial de rendimentos mais altos, pois os investimentos em empresas de capital fechado ou nichos de mercado podem render lucros consideráveis sob condições favoráveis.

Além disso, os investimentos alternativos servem como uma margem de segurança contra a volatilidade do mercado e a inflação, por conta de sua baixa correlação com os ativos tradicionais. Com isso, esse grupo é imune às oscilações de curto prazo no mercado. Algumas modalidades, como imóveis ou commodities, podem até valorizar com a alta dos preços, se contrapondo à inflação.

Mesmo assim, é indispensável reconhecer os riscos envolvidos, como liquidez menor, estruturas complexas, custos mais altos e menos fiscalização, em comparação com os investimentos tradicionais.

Os diferentes tipos de investimentos alternativos

02.png

Os investimentos alternativos englobam várias categorias de ativos que têm características diferentes. No resumo a seguir, vamos falar dos sete tipos principais e explicar o que diferencia cada um deles.

Os investimentos em capital fechado (private equity) são feitos em empresas não negociadas na bolsa de valores. Isso inclui investimentos em novas empresas (capital de risco), aportes em empresas amadurecidas (capital de crescimento) e aquisições de empresas.

A modalidade conhecida como emissão privada (private debt) é diferente dos instrumentos de dívida comuns negociados na bolsa (emissão pública). A ideia é investir na dívida de empresas sem o envolvimento de bancos. Por exemplo: uma empresa da área de energia renovável pode fazer uma emissão privada de títulos de dívida para financiar o crescimento de suas atividades.

Os fundos de hedge são fundos de investimento especiais que aplicam estratégias diversas em busca de rendimentos altos. Esses fundos geralmente são oferecidos somente a pessoas de alta renda e grandes investidores institucionais. Os fundos deste grupo podem recorrer a diversas táticas, como comprar e vender ações rapidamente, apostar em movimentos no mercado ou aplicar abordagens matemáticas complexas.

Os imóveis são um tipo de investimento comum e importante, no qual o dinheiro é aplicado em propriedades como prédios comerciais ou condomínios residenciais. Os imóveis podem oferecer uma renda estável por meio do aluguel e do potencial de valorização com o tempo.

Os investimentos em commodities pressupõem a negociação de recursos naturais, como produtos agrícolas, petróleo, gás natural e metais. Historicamente, as commodities servem como proteção contra a inflação e são influenciadas pela dinâmica de oferta e demanda.

Há também os bens colecionáveis, ou seja, que dizem respeito aos investimentos em coleções, como vinhos raros, carros antigos, obras de arte, e artigos e condecorações esportivas. O investimento em coleções exige conhecimento em áreas específicas e tem seus riscos, como o alto custo de aquisição dos bens e a possibilidade de perda por falta de cuidado adequado.

As operações estruturadas são produtos financeiros que envolvem renda fixa e derivativos. São exemplos desta modalidade os swaps de crédito (CDS) e as obrigações de dívida com garantia (CDO).

Como achar investimentos alternativos em 2024?

03.png

Na busca pelos melhores investimentos alternativos, é importante combinar estratégias e ter proatividade. Entender o mercado de capital fechado pode ser um desafio. Nesse sentido, nossa recomendação é participar assiduamente em eventos, fóruns e discussões ligadas ao setor. Se o seu interesse for em áreas específicas, como a negociação de obras de arte, é indispensável se especializar ou buscar orientação. Avalie participar de feiras, exposições e leilões para adquirir experiência em primeira mão.

Já em outros investimentos alternativos, como imóveis, capital fechado e fundos, a análise de dados é fundamental. Reunir e analisar dados, como o desempenho de startups e rodadas de financiamento, é uma rotina essencial para investidores de capital de risco que buscam empresas promissoras.

Para quem está começando na área de investimentos alternativos, pode ser uma boa ideia buscar orientação de pessoas experientes. Recorra a consultores financeiros ou firmas especializadas nesses mercados para ter uma boa orientação.

Vantagens dos ativos de investimentos alternativos

Os investimentos alternativos estão ganhando espaço em 2024 por conta das vantagens oferecidas pela diversificação. Os ativos alternativos têm comportamento diferente, se comparados aos tradicionais títulos e ações, e podem oferecer rendimentos maiores. Nas modalidades de capital privado, o investidor pode ganhar com o crescimento de empresas de capital fechado. Nos imóveis, é possível gerar renda com aluguéis e valorização.

Além disso, os investimentos alternativos podem oferecer incentivos fiscais à geração de riqueza de longo prazo. Esse grupo de investimentos também oferece oportunidades diferenciadas, como obras de arte, coleções ou criptomoedas. Isso pode ser interessante do ponto de vista da satisfação pessoal e do potencial financeiro. Nesses investimentos, imóveis e commodities podem servir de proteção contra a inflação, conservando o valor mesmo com a alta do custo de vida.

Outro diferencial é a questão do impacto dos investimentos feitos. O investidor consegue conciliar sua carteira com seus valores éticos, dando peso a impactos sociais e ambientais positivos sem deixar de lado o rendimento financeiro. Além disso, projetos de infraestrutura como estradas e aeroportos oferecem rendimentos estáveis ao investidor.

Porém, é indispensável ressaltar que essas vantagens vêm acompanhadas de riscos. Os investimentos alternativos costumam ter custos maiores, riscos maiores e liquidez menor, em comparação com os ativos tradicionais.

Desvantagens dos ativos de investimentos alternativos

Ao buscar investimentos diferentes em 2024, é importante avaliar os pontos negativos. Pode ser difícil resgatar esses investimentos a curto prazo, e os custos podem ser mais altos que os convencionais. Algumas modalidades, como coleções, podem exigir armazenamento especial e encarecer o custo. Também há margem para detalhes complicados, que levam a exigências confusas referentes a tributação e declaração.

Os investimentos alternativos também podem ficar sujeitos a problemas de regras e transparência. Como a fiscalização é menor, ativos desses tipos podem ficar mais expostos a atividades ilícitas. É fundamental diversificar, pesquisar minuciosamente e buscar a orientação de especialistas em finanças.

Como investir em ativos alternativos

Os investimentos em ativos alternativos exigem avaliação aprofundada e planejamento estratégico. Veja 7 medidas que podem facilitar esse processo:

  1. Definir os objetivos do investimento e a tolerância ao risco.

    O primeiro passo do investimento em ativos alternativos é entender com clareza os seus objetivos ao fazer o investimento e a sua tolerância ao risco. Isso é de suma importância ao alinhar as escolhas do que investir aos objetivos financeiros.

  2. Pesquisar e avaliar minuciosamente.

    Esclarecidos os objetivos e a tolerância ao risco, o próximo passo é fazer uma pesquisa abrangente. Separe as informações dos vários investimentos alternativos considerados e os riscos associados a cada um dos tipos.

  3. Procurar orientação profissional.

    Dada a complexidade dos ativos alternativos, a orientação profissional é indispensável. Orientadores financeiros e profissionais de investimento podem dar ideias valiosas a respeito de tendências de mercado, valoração de ativos e estratégias de carteira eficazes.

  4. Ter ciência das exigências de qualificação.

    A qualificação pode ser exigida em certos investimentos alternativos, sobretudo nos fundos de investimento qualificados e nos investimentos em capital privado. A compreensão das exigências na legislação é uma parte integral desse processo.

  5. Investir.

    O próximo passo importante é fazer os investimentos, que podem ser investimentos diretos em ativos físicos, compras de cotas em fundos ou operações em plataformas de investimento online.

  6. Fazer gestão e análise contínua.

    A gestão e análise contínua dos investimentos feitos são igualmente importantes. No geral, os investimentos alternativos exigem estar ciente das tendências de mercado e fazer ajustes às estratégias conforme necessário.

  7. Formular uma estratégia de saída.

    Por fim, é fundamental ter uma estratégia de saída, sobretudo em virtude da liquidez geralmente baixa dos investimentos alternativos. Faça um planejamento de quando e como sair dos ativos investidos, levando em conta as condições do mercado e o horizonte de tempo dos investimentos.

Quais são os melhores ativos alternativos para investir?

Há várias opções interessantes de investimentos alternativos disponíveis para o investidor. Considerando as últimas tendências e análises, listamos aqui os melhores investimentos alternativos:

1. As criptomoedas, como o Bitcoin e o Ethereum, continuam a chamar atenção por conta do potencial de rendimento alto, ainda que sejam conhecidas pela volatilidade alta. Sua tecnologia estrutural, chamada blockchain, oferece transações com segurança e transparência e faz das criptomoedas uma opção de investimento bem peculiar.

Por ser o exemplo mais conhecido de investimento alternativo, o Bitcoin merece uma avaliação mais detalhada.

04.png

O Bitcoin está com uma perspectiva favorável para 2024. A chegada do halving e a possível aprovação de ETFs de Bitcoin nos EUA devem levar a cotação para cerca de US$160.000.

O Ethereum é a segunda criptomoeda mais conhecida.

05.png

São esperados alguns aperfeiçoamentos tecnológicos, como a atualização chamada Dencun, que pode melhorar a escalabilidade e reduzir os custos de transação. Isso tem o potencial de aquecer a atividade econômica. A projeção dos analistas coloca a cotação do Ethereum na faixa de US$5.000 a US$15.000, considerando fatores como o mecanismo de queima do ETH e a possível aprovação de um ETF de Ethereum à vista.

2. As terras agrícolas são um investimento alternativo que está em alta, oferecendo crescimento estável e servindo de proteção contra a inflação. Com as plataformas online, é mais fácil para o investidor ter acesso às terras agrícolas sem ter que fazer a administração direta.

3. Os investimentos em itens colecionáveis, como selos e moedas raras, oferecem satisfação pessoal e oportunidades financeiras. O valor é determinado por raridade, estado, importância histórica e demanda entre colecionadores.

4. As commodities, como metais preciosos e recursos energéticos, diversificam as carteiras e protegem contra a inflação. As cotações do petróleo bruto Brent são influenciadas por condições econômicas globais, tensões geopolíticas e estratégias de produção da OPEP+. Os analistas projetam que a cotação deve oscilar entre US$70 e US$93 o barril.

06.png

5. Há também a comercialização de privilégios fiscais, em que alguém compra o privilégio fiscal aplicado em um imóvel por inadimplência tributária. Essa modalidade tem o potencial de propiciar rendimento alto e a oportunidade de comprar um imóvel. No entanto, essa atividade exige uma pesquisa minuciosa e a análise de sua viabilidade conforme a legislação local.

Cada uma das opções citadas tem seus prós e contras. Embora ofereçam rendimentos altos e diversificação das carteiras, é comum que essas opções tenham custos mais altos e não tenham a mesma liquidez dos tradicionais títulos e ações.

Dúvidas

Qual é o futuro dos investimentos alternativos?

A projeção para o futuro é uma maior busca pela diversificação, com ênfase em ativos não negociados em bolsa, como capital privado, fundos imobiliários, capital de risco e infraestrutura. Isso condiz com o recuo no mercado de ofertas públicas iniciais (IPO), com foco notável em alternativas estáveis, a exemplo do crédito imobiliário comercial. Apesar dos desafios, os imóveis residenciais continuam figurando entre os investimentos de longo prazo preferidos.

Qual dos investimentos alternativos é o mais procurado?

As obras de arte estão no topo da lista de investimentos alternativos. Esse mercado é estimado em US$579,52 bilhões, considerando a disponibilidade escassa e a demanda crescente. O mercado da arte vem ficando mais acessível com as plataformas que oferecem a propriedade fracionária. Os imóveis também seguem em alta e representam uma porção significativa dos ativos do perfil médio de um milionário.

Qual é o investimento mais seguro e rentável?

No atual cenário econômico, a recomendação é trabalhar com um misto equilibrado de investimentos de risco baixo e risco mais alto. A poupança e os títulos públicos são exemplos de opções seguras com rendimento modesto. Investidores focados em crescimento podem pensar em ações que pagam dividendos e ações preferenciais, equilibrando risco e rendimento e visando oportunidades de crescimento a longo prazo.

Conclusão

Em finanças, investimentos alternativos como moedas digitais e capital privado vêm representando uma mudança na forma como as pessoas investem, abrindo novas oportunidades. Com o crescimento dessas opções, ideias mais tradicionais são colocadas à prova e exigem dos investidores a compreensão e a gestão dos riscos. Estamos em uma época em que flexibilidade e embasamento são muito importantes para lidar com os desafios das oportunidades financeiras modernas.

  • 603

Aviso de coleta de dados

A FBS mantém registros de seus dados para operar este site. Ao pressionar o botão “Aceitar“, você concorda com nossa Política de Privacidade.

Ligue de volta

Um gerente ligará para você em breve.

Alterar número

Seu pedido foi aceito

Um gerente ligará para você em breve.

O próximo pedido de chamada para este número de telefone
estará disponível em

Se você tiver um problema urgente, por favor, fale conosco pelo
Chat ao vivo

Erro interno. Por favor, tente novamente mais tarde

Não perca seu tempo. Acompanhe o impacto das NFP no dólar dos EUA e ganhe dinheiro!

Você está usando uma versão antiga de seu navegador.

Atualize para a versão mais recente ou experimente outro navegador para uma experiência comercial mais segura, confortável e produtiva.

Safari Chrome Firefox Opera